domingo, 23 de novembro de 2008

A cadela e o táxi na Leopoldina

Caros amigos

Hoje, dia 22/11/2008, chegando lá pelas 23h vindo da PIB de Mesquita, desci na Leopoldina para pegar um táxi e voltar para casa. Presenciei algo que não sei adjetivar: uma cadela imobilizada por 4 motoristas de taxi e um deles com uma seringa em sua boca.

Ao entrar no veículo perguntamos ao motorista o que ele e seus amigos faziam. Ele disse que passou ontem a manhã e a tarde na SUIPA, cuidando deste animal. Ela está com uma doença no coração e tem que tomar 5 remédios por dia até o final da sua vida.

Resumo:
Esta cadela e sua companheira foram adotadas pelo ponto de taxi. Elas vivem ali e como o ponto funciona dia e noite são cuidadas por eles. Os remédios são comprados por eles.

São cães de rua, abandonados.
Isto é bonito e comovente.

Bem, além dos animais temos crianças, velhos e loucos abandonados e jogados pelas ruas desta cidade...

Alguém adotará estes humanos?

Abraços,

2 comentários:

  1. Ai, Westh...

    Não me faça ficar com remorso... Sábado passado adotei dois gatinhos que apareceram em nossa porta...

    Mas creio que assim como há quem os adote, há também quem seja importunado a ajudar os humanos. Eu pretendo fazer isso, sem demagogias. Vou adotar um missionário da Bahia, Pr. Hiran. "É a minha parte desse latifúndio..." (Chico)

    Beijos.

    Você me ama ainda?...

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pelo teu blog, muito interessante.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário aqui para que possamos refletir juntos. Obrigada por visitar e escrever .