quarta-feira, 25 de dezembro de 2013

EMANUEL_Deus conoscoI

"Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, E chamá-lo-ão pelo nome de EMANUEL, Que traduzido é: Deus conosco". Mateus 1.23

Caros amigos, este texto é muito importante, pois nos mostra algo que realmente muda nosso olhar: _ Jesus Cristo será chamado Emanuel, Emanuel que significa Deus –conosco. Isto significa, nos mostra que ele não está ausente, mas que Cristo é a imagem perfeita que temos do nosso PAI eterno e que pode nos entender pois andou por este mundo, como nós também andamos e vivemos.

Deus – conosco para entender seus conflitos, suas ansiedades

Deus – conosco, presente quando a dor invadir  a sua casa,  sua alma

Deus – conosco quando você estiver irado, com raiva ou sentindo-se desprezado, humilhado.
Deus –conosco  quando você não tiver respostas  para suas inquietações, quando perder a esperança.

Vamos pois até Belém,  pensando naquele momento ímpar onde um Deus se faz presente. 

1. Para encontrar o Amor 
O amor de Um Deus que se fez homem e habitou entre nós. Um amor sem medida.

2. Para encontrar a Paz
A Paz de Cristo. A paz mesmo em dias turbulentos ou tempestades, sabendo que ela vai passar...

3. Para encontrar  a Humildade 
Um Deus que vem  até nós, de forma humilde, nascendo em uma estrebaria .

4. Para encontrar  a Esperança
A Esperança de dias melhores,
 a esperança de uma vida futura melhor, 
a esperança de uma vida com Deus quando nossos olhos se fecharem. 

A esperança de que mesmo  andando neste mundo tão bonito, com momentos muito turbulentos ou sombrios poderemos sempre afirmar:
O Senhor é o  meu Pastor e ele não falta. Está presente.

Feliz Natal para todos.
Que Cristo possa nascer em cada coração.
Paz para todos.

Com carinho 
Westh Ney

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Som na Igreja: Quem gosta de mixar levanta a mão!

Eu também gosto, mas será que as pessoas gostam do som que nós mixamos? Será que a banda para quem mixamos também gosta do som que fazemos? Estas são perguntas válidas, porque, a despeito do que muitos pensam, os músicos são a razão da nossa existência. Se não houvesse música nos cultos, não haveria necessidade de operadores de som, concordam?

Então, preparem-se para a primeira lição de uma boa mixagem: respeitem os músicos com quem vocês estão trabalhando, ouçam suas opiniões e, se puderem, sigam-nas. Caso não seja possível segui-las, digam a eles educadamente o porquê da impossibilidade.

A segunda coisa a se compreender é que mixagem ao vivo difere da mixagem em estúdio. É preciso entender (e aceitar), que o som de uma mixagem ao vivo, por melhor que seja, nunca será igual ao som de um CD/DVD. Numa mixagem em estúdio, você trabalha com os sons já captados, aplicando os processamentos necessários individualmente, depois juntando tudo e corrigindo o que for necessário com todo o tempo do mundo à sua disposição. Já a mixagem ao vivo é viva, dinâmica, a gig está acontecendo, você não pode errar. Então, você precisa ir se adaptando a tudo em real time.

A terceira coisa necessária para que sua mixagem seja boa é entender o que os músicos estão fazendo. Para isso você precisará conhecer os instrumentos que estão sendo utilizados, a faixa de freqüência em que atuam, como soam em função do estilo de música, como se harmonizam uns com os outros. É preciso conhecer a “pegada” do músico, a forma como ele toca, como se expressa.

Se você não é músico, e quer entender o que a banda está fazendo, comece ouvindo diversos estilos de música. Dependendo do estilo, a captação e equalização dos instrumentos serão feitas de forma diferente. Ouça como cada instrumento soa, fique atento à dinâmica, observe os estilos, preste atenção nos detalhes, sinta as nuances.

Conhecer os equipamentos com os quais você vai trabalhar é o quarto princípio para a boa mixagem. Saiba exatamente o que cada componente do seu sistema pode fazer, por mais simples que ele seja. Habitue-se a ler os manuais, a participar de listas de discussão na internet, a ler material técnico, a estudar, a participar de congressos e workshops, a trocar idéias com outros técnicos e operadores. Não pense que você já sabe tudo, pois sempre haverá alguém com mais conhecimento que você.

Não sou o dono da verdade, mas o que compartilhei aqui foi o que aprendi ao longo dos anos observando pessoas muito melhores que eu fazendo o trabalho, e fazendo muito bem.

Então?! Ainda estão com a mão levantada?
................
David tem trabalhado com palestras e cursos - david.fernandes@audiocon.com.br
Blog do David - BACKSTAGE 

Acústica - E aí, David? O som vai ficar bom?

David Fernandes, no seu blog  Backstage/produção musical



Once upon a time… o
s responsáveis por uma Igreja me chamaram para ajudar com a resolução de problemas com a Acústica, pois estavam construindo o templo e precisavam de uma solução para o rebaixamento do teto. Olhei para cima e vi um telhado de alumínio reluzente.

Perguntei inocentemente:
- O que vocês pensam em fazer com relação ao rebaixamento do teto?

O responsável alegremente respondeu:
- Já contratamos a empresa que vai colocar o rebaixamento em gesso. Vai ficar muito bonito!

Sem entrar muito em detalhes, mandei outra:
- A empresa vai colocar algum tipo de revestimento sobre o gesso? Sabe… é que quando chover forte, vai fazer muito barulho aqui embaixo e vocês vão ter dificuldades em continuar o culto.

Preocupado, o responsável devolveu:
- Não pensamos nisso! Vamos providenciar já o orçamento.

Com o dia ganho por ter salvo uma igreja de problemas futuros, voltei pra casa tranqüilo e com a sensação do dever cumprido.

Dois meses depois recebo uma ligação do responsável pela igreja:
- David, venha até aqui ver como ficou o rebaixamento. Ficou muito bonito!

Chegando à igreja, vi aquele rebaixamento imponente, cheio de cúpulas, cantoneiras e de gesso bem lisinho… fiquei boquiaberto…

O responsável esperava ansiosamente meus comentários… então, perguntei:
- Vocês colocaram o material isolante que sugeri?

Um silêncio… dois silêncios…
… três silêncios depois, perguntei novamente:

- Colocaram?

A resposta veio num jorro de palavras rápido, que quase não compreendi:
- Ia endouf frehge teihgtwo 2 porihefto, ai nosie hfiamos?

Eu:
- Como? Pode repetir? Devagar?

Ele, num sussurro, disparou:
- Ia encarecer a obra em 2%, aí não fizemos.

Fiz um silêncio respeitoso. Depois de um longo minuto de silêncio gritante, não resistindo à curiosidade e querendo saber o que eu havia achado do rebaixamento, perguntou cheio de esperança:

- Bonito, né? E aí, David? O som vai ficar bom?

Respondi:
- Neoih, theigep eihgepaohgirindpwsj.

Sonoros abraços.
David Fernandes -  A vida (do Áudio nas igrejas) como ela é…

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

SEMANA DA MÚSICA no Seminário do Sul

Eventos musicais na FABAT/STBSB - de 11 a 13 de novembro.

SEMANA DA MUSICA - FABAT/STBSB 
Data: 11 a 13 de novembro de 2013 (segunda a quarta)

TRÊS EVENTOS 

Com Domitila Ballesteros,  Paulo Queiroz,  Karla Daniele Araujo,  Anderson Alves,  Moema Viterbo, Neaci Pinheiro, Rivelino de Aquino, Curso de Licenciatura em Música da FABAT

1- Dia 11/11/13 - MOSTRA DE MÚSICA - " Nossa Música na Colina" 
I Mostra de Música Popular Brasileira da FABAT" - composições musicais de alunos de teologia e Música da Faculdade/Seminário do Sul
- Organizado pela turma de gestão II, na matéria EVENTOS

**
2- Dia 12/11/13 - terça - Dois Concertos:

. Saúde Vocal - 19h : Palestra e mini-concerto com MM Karla Daniele Araujo cantando árias de Ópera e canções sacras . Ao piano: pianista MM Paulo Queiroz

. Concerto de órgão -20h30 - Concerto didático com Domitila Ballesteros - internacionalmente conhecida por suas turnês anuais na Europa

* Presença do Madrigal da FABAT, regente Ricardo Aigner

**

3- Dia 13/11/13 - CONCERTO e PALESTRA sobre Projeto Social e Musicalização

 - 19h - Palestra com a coord. do Projeto SOM MAIS EU - Moana Viterdo 

- 20h15 - Concerto didático com a Orquestra da Providência - maestro MM Anderson Alves com o Coro do Seminário do Sul e solistas Neaci Pinheiro e Rivelino de Aquino - ex-alunos da Casa.
.
Capela do Seminário do Sul
Rua José Higino, 416, Tijuca - Rio
Entrada Franca
Diretor da FABAT - Luiz Sayao

3º dia- 13/11/13 - SEMANA DA MUSICA - FABAT/STBSB

CONCERTO e PALESTRA sobre Projeto Social e Musicalização

Dia 13/11/13 - 
- 19h - Palestra com a coord. do Projeto SOM MAIS EU - Moana Viterbo

- 20h15 - Concerto didático com a Orquestra da Providência -
Maestro MM Anderson Alves
com o Coro do Seminário do Sul e
solistas Neaci Pinheiro e Rivelino de Aquino - ex-alunos da Casa.
.
Capela do Seminário do Sul
Rua José Higino, 416, Tijuca - Rio
Entrada Franca
Diretor da FABAT - Luiz Sayao

2º dia da SEMANA DA MUSICA - FABAT/STBSB

2º EVENTO  - Dia 12/11/13 - terça -

Dois Concertos:

. Saúde Vocal - 19h -  Palestra e mini-concerto com MM Karla Daniele Araujo cantando árias de Ópera e canções sacras . Ao piano: pianista MM Paulo Queiroz

. Concerto de órgão - 20h30 - Concerto didático com Domitila Ballesteros - internacionalmente conhecida por suas turnês anuais na Europa

* Presença do Madrigal da FABAT, regente Ricardo Aigner

SEMANA DA MUSICA - FABAT/STBSB

TRÊS EVENTOS 
Data: 11 a 13 de novembro de 2013 (segunda a quarta)

1- Dia 11/11/13 - 19h - MOSTRA DE MÚSICA - " Nossa Música na Colina"
I Mostra de Música Popular Brasileira da FABAT" - composições musicais de alunos de teologia e Música da Faculdade/Seminário do Sul
- Organizado pela turma de gestão II, na matéria EVENTOS

HOJE - Nossa Música na Colina - 1º evento da Semana da Música no Seminário do Sul/FABAT
I Mostra de Música Popular Brasileira composições dos alunos de teologia e Música da Faculdade/Seminário
Capela do Seminário do Sul // Rua José Higino, 416, Tijuca, Rio - Entrada Franca
tel.: 2157-5577

Onze - 11 compositores com suas músicas novas - 
1    
Leo Guimarães
O Preço do amor

Camila Silva
Seu Nome é Jesus
Vida

Caio Rios/Mari Wondracek
Graça Imerecida

Irene Azevedo
A desejada Paz
Quem é?

Horley Oliveira
Santo é o Senhor
O Filho do Homem

Alceny  Oliveira
Dois ou Três
A Diferença

Everton Louvize
Cristo, o Redentor
Estás presente aqui

Alex Calixto
Em Família
Poeta da criação

Julianna Helena 
Eu quero te adorar
Um momento a sós

Diogo Silva
Serviço

Clarindo Júnior
A desejada Paz
Quem é?

* Teremos declarações de atividades complementares para alunos de outras faculdades.

quinta-feira, 19 de setembro de 2013

I Simpósio de teologia no Seminário do Sul - Russel Shedd



Amigos, na quinta, 19/9/13 foi o último dia  do Pr. Shedd.  Fiquei muda ao final, só ouvindo e vendo o homem piedoso e que acredita no que vive desde sua meninice. Queria tirar uma foto com ele mas nem isto consegui. Foi uma contemplação... 
.
Em resumo, ele disse para vivermos segundo a Palavra, pregarmos a Palavra e com forças retiradas da Graça e da Cruz. Falou do seu tempo de capelão em navios, onde ele conheceu um outro que revezava com ele, que conseguia na sua mensagem diária todo o tempo não falar em Deus, em Cristo e nem no texto bíblico... muitos pregam sobre tudo menos a Palavra, disse ele. 
.
Terminou dizendo que gostaria de chegar ao céu, abraçar o apóstolo Paulo e dizer para ele da emoção e da alegria, agradecendo sobre esta sua última carta que escreveu. Aliás, eu, westh ney, não quero minimizar toda a carta (Timóteo) mas o que, particularmente mais gosto é do final, quando já perto da sua morte, pede que aquele jovem que o tinha abandonado e que ele mesmo não o desejava perto em outra ocasião venha até sua prisão. Ele acaba entendendo o que Barnabé já tinha percebido - que João Marcos era bom e que podia mudar ou aprender. Então pede nesta carta, que Marcos leve para ele a capa para se aquecer do inverno, os livros para aquecer o intelecto, a mente e o próprio Marcos que seria útil no ministério dele. Penso em João Marcos como os amigos que queremos e precisamos quando estamos nos nossos invernos... foi uma semana de muitas emoções.

terça-feira, 11 de junho de 2013

Minha sugestão

Minha sugestão: http://arcovoltaire.blogspot.com.br/

Felipe Seabra / Arcovoltaire

Finalizador de vídeos comerciais especializado em After effects e 3d generalista.
E-mail: felipevideo@gmail.com
Twitter: @arcovoltaire

Plataforma 3d: 3dsmax / Mental ray / Biped
Composição: After Effects / Photoshop / Premiere / Mocha / PF Track / Audition

Blog de variedades: http://vlogfiltrado.blogspot.com.br/ 

segunda-feira, 3 de junho de 2013

Simpósio Internacional de Manuscrito Antigos e Teologia

Simpósio Internacional de Manuscrito Antigos e Teologia
FABAT/Seminário do Sul , nos dias 5, 6 e 7 de agosto. 
Com Adolfo Hoitman (Curador do Museu dos Manuscritos do Mar Morto) , 
Yehuda Rochmann (Prof. Universidade Hebraica de Jerusalém) e 
Luis Sayão (Mestre em Língua Hebraica e Cultura Judaica e diretor da FABAT/STBSB) 

Organizado pela Faculdade Batista do Rio de Janeiro (FABAT) e permitirá aos participantes conhecer e aprofundar seus conhecimentos em manuscritos antigos, além de proporcionar uma visão sobre a sociedade judaica na Terra de Israel durante o Período do Segundo Templo, a época do nascimento do cristianismo e do judaísmo rabínico. Programação

Dia 5 de agosto, segunda-feira
16:00 às 17:00 - Credenciamento 
17:00 às 18:30 - Mesas de Comunicação
18:30 às 19:00 - Abertura e Momento de boas-vindas
19:00 às 22:00 - I Conferência Maior: Prof. Luiz Sayão - Tema: O Contraste entre a cosmovisão hebraica e grega

Dia 6 de agosto, terça-feira
17:00 às 18:30 - Mesas de Comunicação
18:30 às 19:00 - Momento de boas-vindas
19:00 às 22:00 - II Conferência Maior: Yehuda Rochmann (Prof. Universidade Hebraica de Jerusalém) - Tema: Situação Social e Política em Israel na Época do Segundo Templo

Dia 7 de agosto, quarta-feira
17:00 às 18:30 - Mesas de Comunicação
18:30 às 19:00 - Momento de boas-vindas
19:00 às 22:00 - III Conferência Maior: Adolfo Hoitman (Curador do Museu dos Manuscritos do Mar Morto) - Tema: A importância dos Manuscritos do Mar Morto
22:00 às 22:30 - Entrega dos Certificados e Encerramento do Colóquio

O simpósio destina-se teólogos, biblistas, historiadores, pastores, educadores, alunos de Graduação, alunos de Pós-Graduação, professores e demais interessados nas áreas de Teologia, Ciências da Religião, Literatura, Letras, Histórias e áreas afins.. Feira de Livros, sessão de autógrafos e mesas de Comunicação.

TODAS as Informações: http://www.fabat.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=175%3Asinposio-agosto&catid=48%3Anoticias&showall=1

Local: Rua José Higino 416, Tijuca



quarta-feira, 29 de maio de 2013

"Human Requiem"

Meu amigo Marcus Paranaguá enviou este relato do seu amigo Gustavo de Sá sobre o Human Requiem . Apreciem. É emocionante pensar no Requiem e imaginar como ele foi feito nesta ocasião. Abraços
westh ney
........................................................................
Marcus

Fui assistir a um concerto hoje e quase tive um troço. Como não o tive, a primeira coisa que eu pensei foi que tinha que lhe relatar o que aconteceu.
O programa era o pujante e imbatível Rundfunkchor Berlin apresentando um espetáculo chamado "Human Requiem", que era apenasmente o nosso muito amado Réquiem Alemão, na versão com acompanhamento de piano a quatro mãos. Só isso já valia o ingresso. Mas o previsível acabou aí.

O concerto não foi num teatro, mas num importante espaço para arte contemporânea montado num galpão gigante na beira do rio. Na entrada, junto com o controle de ingresso, recebemos a instrução para tirar os sapatos. Entra-se na sala e... não há cadeiras. Não há lugar para sentar. Umas quinhentas pessoas em pé num galpão gigante com um piano no meio.

Nada de o coro dar as caras. Os pianistas chegam, atacam a peça e, de repente, as vozes começam a soar. Do lado da gente, no meio do público. O casal que estava do meu lado esquerdo, por exemplo, tão bonitinho, abraçadinho, eram um tenor e uma contralto. Do meu lado direito, um tenor e um baixo até então sentados no chão se levantam. E aquele povo, que não é mais aquele monte de artistas intocáveis, é gente como a gente, vestida
como a gente, começa a circular, olhando o público nos olhos e cantando o magnífico *Selig sind, die da Leid tragen*.

A partir daí, foi uma hora e quinze minutos do Réquiem Alemão mais lindo que eu vi e ouvi na vida. Sem a orquestra para fazer concorrência e com os cantores tão próximos do público, o texto estava mais compreensível do que nunca, e a mensagem chegava direto a cada espectador. O Réquiem Alemão tornou-se realmente *humano*, muito mais intenso do que aquilo que a gente vê no palco quando está sentado na platéia. Com esse conceito, imagine o que não foram as fugas do terceiro e do sexto movimentos, e o final, quando
o coro convida o público, que também passeou um bocado durante o concerto (por isso se tiram os sapatos), a se sentar no chão. Com todo mundo sentadinho, o coro cerca o público todo e solta o *Selig sind die Toten*, com as luzes se apagando até o último acorde, já totalmente no escuro. Depois foi um silêncio interminável, de longos minutos. De dar medo de aplaudir.

Nunca vi um espetáculo que mostrasse uma compreensão tão profunda de uma obra musical e que soubesse transmitir esse conteúdo de uma forma tão original e, ao mesmo tempo, tão respeitosa e tão impactante. E logo de que obra. Esse era o Réquiem Alemão que *você* tinha que ver, e que saberia apreciar mais do que ninguém.

Abraços,
Gustavo
...........................................................................
Vejam a entrevista sobre os ensaios e todo o trabalho de corpo - 



Podem ser encontrados mais vídeos  com o Rundfunkchor Berlin http://www.youtube.com/user/RundfunkchorBerlin?feature=watch

***************************
Vejam esta outra interpretação - 

segunda-feira, 15 de abril de 2013

Memórias - Colégio Batista Brasileiro, Rio e Santos Dumont, Fortaleza, Ceará


Tem tempo que não escrevo. Ando cansada e o facebook me rouba a energia...rsrsrsrsrs
Desde ontem estou pensando e rememorando algumas coisas...

Colégio Batista - durante minha vida profissional trabalhei em dois. 
No Colégio Batista Brasileiro, na Conde de Bonfim na Tijuca/ Rio, com o querido diretor Joaquim Silva, que quando me contratou disse para eu não fazer uma revolução no Colégio. Ele tinha sido meu diretor na ACM quando eu era estudante do Científico e quando havia uma efervescência política na época, final dos anos 60 e fechamento dos centros acadêmicos e passeatas pelo centro do Rio. No Batista Brasileiro lecionei História para o antigo fundamental (da 5ª a 8ª série) nos anos 80. 

No Colégio Batista Santos Dumont, Aldeota, Fortaleza - trabalhei com música (educação musical) e no Centro de Artes de lá. Da 5ª série até o 2ª grau. Foi um trabalho diferente. O diretor José Milton de Cerqueira era um visionário. Um dia lhe questionei pq estava recebendo já passado um mês sem estar nas salas e ele me respondeu: - Vc não sabe que ganhamos por pensar? Eu não te pedi pra conhecer e pensar um plano e uma metodologia para meus alunos que vivem em Fortaleza, na Aldeota, com padrão X, que viajam pelo mundo e que passam os finais de semana em volta da piscina com churrasco e um tipo de música. O que vc tem para eles? 

As aulas eram em um estúdio com ar condicionado e conforto, com filmes e toda a mídia que podia ter na época.Tinha conhecido o artista alemão Rolf Gelewsky que tinha uma proposta revolucionária de educação musical voltada para a escuta (Estruturas sonoras) com exercícios de concentração e unificação com base em audições (escutas) específicas de música e na movimentação reduzida do corpo. Foi difícil... Em cada série tive que fazer adaptações. Em algumas tive que partir da História do Rock, que tinha em vídeo chegando aos Beatles, RPM até chegar na MPB. Em algumas séries ao colocar em palavras escritas ou desenhadas o que percebiam por meio da música dependendo eu encaminhava para o SOE - órgão responsável inclusive para atendimento psicológico dos alunos. Existiam coros. Em um deles orientei o trabalho e uma cantata linda sobre a Arca de Noé e participamos de grandes eventos corais da cidade. Quando cheguei lá já encontrei evento chamado Modernidade (acho que era isto) onde os alunos criavam um tema e o desenvolvia com danças, música, teatro... 

Aprendi muito nesta Escola - a Escola da Vida (Lema do Colégio Batista de Fortaleza/José Milton) Tem mais coisas - o Centro de Artes, o Hino nacional (acho que era na 2ª ou na 4ª) Pátio cheio, alunos hasteando a bandeira e eu lá. Trabalhei lá de 1983 / 1991. 

Ah... esqueci de muita coisa inclusive das aulas com o Pedagógico. Preparando alunas com o 4º ano para lecionarem em educação infantil utilizando a ferramenta música

Memórias...

quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

A importância da pregação expositiva

A importância da pregação expositiva para o crescimento sadio da igreja  
Rev. Hernandes Dias Lopes
Referência: Neemias 8.1-18

INTRODUÇÃO
1. O crescimento da igreja é um dos temas mais discutidos na atualidade

2. Há dois extremos perigosos quanto ao crescimento da igreja
a) Numerolatria –
b) Numerofobia – 

3. A sedução do pragmatismo na busca do crescimento da igreja

4. O testemunho irrefutável dos fatos

5. Os grandes perigos que atentam contra o crescimento da igreja
a) Liberalismo teológico –
b) Sincretismo religioso – 
c) Ortodoxia morta – 
d) Superficialidade no Púlpito –

6. Vejamos um modelo bíblico de pregação expositiva para o crescimento saudável:

I. O AJUNTAMENTO PARA OUVIR A PALAVRA DE DEUS – v. 1-2

1. É espontâneo – v. 1
2. É coletivo – v. 2,3
3. É pontual – v. 3
4. É harmonioso – v. 1
5. É proposital – v. 1

II. A SUPREMACIA DA PALAVRA DE DEUS
1. O pregador precisa estar comprometido com as Escrituras – v. 2,4,5

2. O pregador precisa estar comprometido com o Deus das Escrituras
a) Piedade –
b) Fome de Deus – 
c) Fome da Palavra – 
d) Paixão – 

3. O povo precisa estar sedento das Escrituras – v. 1,3

4. Atitudes do povo em relação às Escrituras
a) Ouvidos atentos (v.3) –
b) Mente desperta (v. 2,,3,8) – 
c) Reverência (v.5) – 
d) Adoração (v.6) –

III. A PRIMAZIA DA PREGAÇÃO DA PALAVRA DE DEUS
1. Ler o texto das Escrituras – v. 2,3,5
2. Explicar o texto das Escrituras – v. 7,8
3. Aplicar o texto das Escrituras – v. 9-12

A exposição e a aplicação da Palavra de Deus produziu na vida do povo vários resultados gloriosos.

IV. OS EFEITOS DA PREGAÇÃO DA PALAVRA DE DEUS
1. Atinge o Intelecto – v. 8

2. Atinge a Emoção – v. 9-12
a) Choro pelo pecado (v. 9) – 
b) A alegria da restauração (v. 10) – 

3. Atinge a vontade – v. 11-12
a) Obediência a Deus (v. 12) –
b) Solidariedade ao próximo (v. 12) – 

V. A OBSERVÂNCIA DA PALAVRA DE DEUS – v. 13-18
1. A liderança toma a iniciativa de observar a Palavra de Deus – v. 13-15
2. Os liderados obedecem a orientação da Palavra de Deus – v. 16-18
3. A alegria de Deus sempre vem sobre o povo quando este obedece a Palavra de Deus – v. 10,17b

CONCLUSÃO
Resultados gloriosos são colhidos quando o povo se volta para a Palavra de Deus:
a) Confissão de Pecado – 
b) Aliança com Deus e reavimento – 

O texto completo está no site- http://hernandesdiaslopes.com.br/2012/03/a-importancia-da-pregacao-expositiva-para-o-crescimento-sadio-da-igreja/#.UPfo2B19J4o

No you tube - Estudos sobre o livro Sermão expositivo - http://www.youtube.com/watch?v=wlZRiodr2ps&list=PL524F3F809678D9E2