segunda-feira, 13 de março de 2017

O Brasil sempre foi a sua terra adotiva

Na madrugada do dia 12 de março de 2017, faleceu nossa querida amiga e dedicada mulher, Edith Mulholland, de insuficiência cardíaca. Seu amado esposo Dewey faleceu um ano antes. Durante os últimos anos, o casal Mulholland residiu em Pasadena onde atuaram com alegria e dedicação às coisas do reino.
 

Edith Brock Mulholland, bacharel em Religião e Música pelo Pasadena College, na cidade de Pasadena, Estado da Califórnia e pós-graduada em música na Universidade de San José, na Califórnia. Especializou-se em canto.  

A Associação dos Músicos Batistas do Brasil – AMBB - concedeu em 19 de janeiro de 1993, o “Prêmio Arthur Lakschevitz” para Dona Edith, na categoria “Músico Estrangeiro” por seus serviços relevantes à Causa de Deus no Brasil, por meio da música.

Ela e seu esposo, Dewey Martin Mulholland, um homem muito educado e atencioso e que sempre recebia um e-mail sempre me dando notícias da d. Edith (assim que todos a chamavam) vieram para servir ao Senhor no Brasil pela Missão Batista Conservadora, em 1951. Chegaram ao Brasil em 1952, e com eles um casal de filhos pequenos. Aqui mais dois nasceram. Timothy Mulholland, um dos seus quatro filhos foi reitor da UNB, importante universidade no Brasil


Trabalharam até 1974 no Piauí. Ali casal fundou e dirigiu o Seminário Teológico Batista do Nordeste em Floriano (PI),
De 1975 até 1994 (quando se aposentaram), no Distrito Federal. Fundaram a Faculdade Teológica Batista de Brasília, e Pr. Dewey foi reitor. Nossa querida Edith fundou e dirigiu o Departamento de Música da faculdade, ensinando tudo que era necessário, inclusive regência e dedicando-se à pesquisa hinológica. Tinha todas as suas anotações minuciosas e completas em fichas. Seu amor pela pesquisa levou-a à comissão do HCC, 1991. Segue abaixo o depoimento lindo da meiga e querida Edith. Nós, os que trabalhamos na Comissão do HCC, 1991, muito aprendemos e sempre estávamos juntos com D. Edith auxiliando o trabalho gigantesco que foi o Notas Históricas do HCC.

“Agradeço a DEUS por ter sido criada num lar onde música clássica, sacra e hinos eram parte fundamental na educação familiar. Aprendi muito com os hinos da nossa fé. Aos 11 anos de idade descobri o mundo da hinologia ganhando um hinário por recitar três estrofes de cem hinos.

Desde pequena as histórias dos hinos foram de grande inspiração para mim. Quando li pela primeira vez a comovente história do hino Amor, Que Por Amor Desceste (HCC 171) sofri com o autor sentindo-se isolado por sua cegueira. Recebeu esse hino do Senhor “quase palavra por palavra”. Sua mensagem confortou seu coração dolorido e deu-lhe coragem para viver. Enquanto eu lia, chorava com ele. Qualquer tristeza minha era pequena diante do sofrimento desse homem que estimulou a fé dos seus contemporâneos e que, através desse hino, ainda atende aos corações necessitados.

Decidi colecionar o maior número possível de histórias. Comecei a adquirir livros e formar uma biblioteca sobre hinódia e hinistas.

Quando cheguei ao Brasil com meu marido Dewey e nossos dois filhos, Timothy e Ann, (Marcos e Paulo nasceram nos três primeiros anos no campo) comecei a estudar os hinos amados pelos brasileiros. Comecei um fichário de todos os que contribuíram para a música sacra e hinódia brasileira. Esse fichário cresceu e logo incluiu milhares de itens, classificados por nacionalidade do hinista, compositor ou tradutor. Nesse tempo vi crescer o número de hinos e canções nacionais, com letras e ou músicas brasileiras.

Colecionei por muitos anos livros e artigos de pessoas que muito contribuíram para o meu conhecimento hinológico brasileiro. Destaco os nomes de Rolando de Nassau, Bill Ichter, Henriqueta Rosa Fernandes Braga, Marcílio de Oliveira Filho, Joana Sutton e muitos outros. Adquiri cópias da revista Louvor Perene e os trabalhos da missionária Lida Knight. O aparecimento da revista Louvor foi e continua sendo uma mina preciosa para mim. “

Marcilio de Oliveira Filho (in memoriam), pastor, ministro de música e compositor escreveu assim sobre Edith, quando do lançamento do livro Notas Históricas do HCC:

“Conhecer Edith Brock Mulholland foi um dos maiores presentes que recebi de Deus. Sua vida, simplicidade, conhecimento hinológico e simpatia na maneira de valorizar as pessoas se tornaram marcas muito fortes em todo o meu ministério.

Logo que nasceu a Associação dos Músicos Batistas do Brasil, Dona Edith se tornou sócia participativa. Anualmente estava nos congressos e sempre nos incentivava diante de tantos desafios que todos nós, músicos, sonhávamos para nosso país. Queríamos ver o povo brasileiro cantando com muito mais amor e paixão por Jesus.

Dona Edith nos mostrou também o quanto valorizava a música brasileira. Era impressionante seu interesse em aprender e ensinar as músicas dos compositores e poetas nacionais, divulgando nosso trabalho com os alunos da Faculdade Teológica Batista de Brasília, que por sua vez aprendiam a amar a canção brasileira e divulgavam pelas igrejas.

O que mais me impressionou na primeira vez quando visitei a residência de Dewey e Edith foi a organização e amor com que coletavam as informações hinológicas de tudo o que era cantado pelo Brasil. As famosas fichas de Dona Edith, os apontamentos diversos, seu coração pesquisador e sua paixão com que falava sobre os hinos e canções dos brasileiros faziam com que eu sentisse vida em tudo o que eles faziam.

Falar também sobre o pastor Dewey é muito importante neste momento, porque ele não somente foi o grande teólogo que os brasileiros admiram e aprenderam com suas aulas, mas também o maravilhoso marido e pai, avô muito carinhoso e incentivador. A obra de Dona Edith é muito rica e temos que agradecer por seu esposo que a apoiou e a encorajou. ”

Leila Gusmão e Magali Cunha, ministras de música e professoras na área ministerial, foram revisoras das Notas Históricas do HCC e membros da Subcomissão de letras do HCC, assim escreveram:

“A paixão pelo trabalho de pesquisa é que levou Edith Bock Mulholland a coletar dados, principalmente de brasileiros, e possibilitou a organização das Notas Históricas do Hinário Para o Culto Cristão, lançado num ano de vitórias quando como Denominação celebramos 120 anos no Brasil (os crentes de Santa Bárbara d’Oeste, 130), 100 anos do Seminário Teológico Batista do Norte do Brasil e 25 anos da Revista Louvor.

Como revisoras das Notas Históricas do HCC, sentimo-nos honradas em poder conhecer antecipadamente este rico material hinológico - um trabalho primoroso onde vemos, em cada parágrafo, a personalidade doce, cuidadosa e detalhista de Dona Edith! A consciência da grande tarefa que tivemos em mãos foi que nos motivou a buscar cada vez mais a pesquisa, a atualização de dados, a revisão incansável dos documentos originais e na editoração, principalmente por se tratar de uma obra concluída há 10 anos”.


Meu coração, egoísta desejava que D. Edith ficasse mais tempo conosco, mas nosso Pai amado já a convocou. Desejo que todos conheçam pessoas bondosas, competentes que tem   escrito a nossa história como este casal.
Ao Senhor toda glória e louvor!
..

Westh Ney Rodrigues Luz – Ministra de música e prof.ª de Culto Cristão, História da música, Gestão da música na Igreja no Seminário do Sul/FABAT. É membro da Igreja Batista Itacuruçá, Tijuca, Rio/RJ. É redatora da Revista de Música Louvor, da CBB, e regente dos Coros feminino Cantares e Hospital Evangélico, Tijuca, Rio
 

........
MULHOLLAND, Edith Brock. Hinário para o culto cristão – Notas históricas. RJ: JUERP, 2001
..

domingo, 26 de fevereiro de 2017

Waldenir Carvalho, um dos pioneiros na publicação de música sacra evangélica importada


Pensando nas produtoras que atuam hoje no mercado musical para as igrejas não poderíamos deixar de fazer menção sobre um dos pioneiros – Waldenir Carvalho, da W. Music. Começaremos com ele.  O material foi retirado do site da produtora –  http://www.clubedemusica.com.br/.  Graça e paz sobre sua vida que tanto fez e faz pela música sacra no país.


Quando Waldenir terminou seu curso de inglês, começou fazendo exercícios traduzindo hinos. Assim, com um bom número de hinos (2000) percebeu que poderia ajudar às igrejas. Até hoje são cantadas as suas primeiras traduções como Porque Ele vive, Há um doce Espírito aqui, Via Dolorosa e outras.

A AFE – Associação Fluminense de Educação, hoje UNIGRANRIO, fundada pelo excelente educador pastor José de Souza Herdy, pensou um Departamento de Música e em 1975 Waldenir Carvalho iniciou seu trabalho de publicação por 5 anos. Cantatas e publicações corais como Rei dos reis, Celebração da Páscoa, as séries Jubilai! e O som nosso de cada dia, foram muito cantadas nas igrejas nos anos 70 e 80. Após 42 anos ainda são executadas. 

Criou a Tempo Produções que representava no Brasil a gravadora americana, Word Records, organizou o Grupo Renascença e a Alfa Ômega, onde publicou muitas coletâneas, cantatas e musicais. Hoje a W. Music/Clube de Música – tem por meio do projeto Louvor & Vozes, organizado grandes encontros em diversas cidades e regiões do Brasil com lançamento de músicas para coros. 

Produziu gravações para a extinta e pioneira JUERP, dirigiu um coro de 20 mil vozes no Maracanã na cruzada Deus salve a família, no Maracanã, além de cooperar com as cruzadas do pr. Fanini. Também introduziu no Brasil o playback do musical Razão de viver e kits de ensaios para vozes
       
O site - http://www.clubedemusica.com.br/ – cita a influência da sua vida motivando muitas pessoas e entre elas Beto Silva e Vittor Borges que cantaram em um de seus grupos – o Renascença

Graças a Deus pelos sonhadores e idealizadores que vão plantando sementes de esperança com seus projetos.

sábado, 10 de dezembro de 2016

Liturgias de Natal

No link da Igreja batista Itacuruçá podemos encontrar três liturgias para o Natal
http://www.itacuruca.org.br/files/boletins/2016/161211_BOLETIM.pdf





NA PLENITUDE DOS TEMPOS - CRISTO VEIO PARA SER UM DE NÓS.

Liturgia de Natal I Cantares I Igreja Batista Itacuruçá I Dom 11 dez 2016 I Culto1 ás 9h I Liturgia construída por Westh Ney Rodrigues Luz
.
Processional, órgão
Ita em ação
Prelúdio, órgão


“Vindo, porém, a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido debaixo da lei, para resgatar os que estavam debaixo da lei, a fim de que recebêssemos a adoção de filhos. E, porque sois filhos, Deus enviou ao nosso coração o Espírito de seu Filho, que clama: Aba, Pai.” Gálatas 4.4 - 6

Canto 228 HCC    A Deus Demos Glória    (Crosby/Jones/Doane)
1. A Deus demos glória, com grande fervor;
seu Filho bendito por nós todos deu.
A graça concede a qualquer pecador,
abrindo-lhe a porta de entrada no céu.

Exultai! Exultai! Vinde todos louvar
a Jesus, Salvador, a Jesus, Redentor.
A Deus demos glória, porquanto do céu
seu Filho bendito por nós todos deu.


Canto 71 HCC               Nós Te Louvamos, ó Senhor Jesus 

                                       (Tucker/Fonseca/Williams)

1. Nós te louvamos, ó Senhor Jesus,
pois tu trocaste a glória pela cruz.
Que possa em nós brilhar a tua luz.
Aleluia, aleluia.

2. Tu nos mostraste tua compaixão,
e ao desgarrado deste tua mão.
Por tua morte temos salvação.
Aleluia, aleluia.

5. Que toda língua diga em teu louvor:
No céu, na terra. Cristo é Senhor.
E ao trino Deus cantemos com fervor:
Aleluia, aleluia..


Oração
Momento de fidelidade e gratidão, órgão


NA PLENITUDE DOS TEMPOS - 
CRISTO VEIO PARA SER UM DE NÓS.

Coro Cantares                     Um de Nós                    (Stella Junia)

Leitura bíblica 88 HCC - O Advento do Salvador - Is 60.1-3; 11.1-5; 40.3-5,10,11

Todos: Levanta-te, resplandece, porque é chegada a tua luz, e é nascida sobre ti a glória do Senhor. Pois eis que as trevas cobrirão a terra, e a escuridão os povos; mas sobre ti o Senhor virá surgindo, e a sua glória se verá sobre ti. E nações caminharão para a tua luz, 
e reis para o resplendor da tua aurora.

Coro Cantares Em silêncio Toda Carne (Stella Junia)

Todos: Então brotará um rebento do toco de Jessé, e das suas raízes um renovo frutificará. E repousará sobre ele o Espírito do Senhor, o espírito de sabedoria e de entendimento, o espírito de conselho e de fortaleza, o espírito de conhecimento e de temor do Senhor.

Coro Cantares                Deixou a Casa do Pai          (Stella Junia)

Dirigente: E deleitar-se-á no temor do Senhor; e não julgará segundo a vista dos seus olhos, nem decidirá segundo o ouvir dos seus ouvidos;

Todos: mas julgará com justiça os pobres, e decidirá com equidade em defesa dos mansos da terra. A justiça será o cinto dos seus lombos, e a fidelidade o cinto dos seus rins.

Dirigente: Eis a voz do que clama: Preparai no deserto o caminho do Senhor; endireitai no ermo uma estrada para o nosso Deus. Todo vale será levantado, e será abatido todo monte e todo outeiro; e o terreno acidentado será nivelado, e o que é escabroso, aplanado.
.
Coro Cantares e Adolescentes           Menino Rei          (Stella Junia)
.
Todos: A glória do Senhor se revelará; e toda a carne juntamente a verá. Eis que o Senhor Deus virá com poder, e o seu braço dominará por ele; eis que o seu galardão está com ele, e a sua recompensa diante dele.
.
Dirigente: Como pastor ele apascentará o seu rebanho; entre os seus braços recolherá os cordeirinhos e os levará no seu regaço; as que amamentam, ele as guiará mansamente.

Canto 92 HCC                 O Canto Angelical           (Sears/Willis)
2. Pairando sobre a terra estão os anjos a cantar
e sobre o mundo pecador derramam luz sem par.
Acima das tribulações da luta terreal,
proclama a vinda singular o canto angelical.

3. Enquanto aqui na terra estão os dias a passar,
os povos vivem sem amor, num mundo a guerrear.
Mas quando, enfim, reinar a paz, em glória triunfal,
dos salvos todos se ouvirá o canto angelical.

Oração de intercessão

Coro Cantares                  Eu Quero Cristo                    (Stella Junia)

Mensagem   Jesus, o sentido da história7 - Deus inaugurou seu reino, Mc 1.15
                                                                    Pr. Israel Belo de Azevedo

Canto 114 HCC  Veio a Este Mundo o Senhor Jesus (Morris/Pitrowsky)
1. Veio a este mundo o Senhor Jesus, veio nos libertar.
Foi rejeitado, morreu na cruz para nos resgatar.
Glória e poder no céu deixou, ingratidão na terra achou.
Tudo ele fez, pois nos amou, para nos resgatar.

Glória, glória demos ao Salvador,
glória, glória por seu tão grande amor.
Glória, glória! Temos a paz com Deus.
Glória, glória, vamos cantar nos céus.

2. Nosso castigo Jesus levou, veio nos libertar.
Tudo na cruz ele consumou para nos resgatar.
Quem entre nós já compreendeu todas as dores que sofreu,
a condição em que morreu para nos resgatar?

Oração e bênção

Poslúdio, cantado                    Menino Rei                (Stella Junia)

A grande promessa de Deus
Emanuel, Emanuel.
Veio reinar, o homem salvar
Emanuel, Deus conosco, Emanuel!

Recessional, órgão
...

A Igreja Batista Itacuruçá fica na Rua Barão de Corumbá, 49, Tijuca, Rio
Pode ser visto ao vivo ou gravado em 
https://www.youtube.com/c/itaonline?sub_confirmation=1 

domingo, 14 de agosto de 2016

Roselena Landenberger (1962 - 2016)


Roselena de Oliveira Landenberger  e sua contribuição ao HCC e à Hinódia Brasileira.

“Cada música que componho, cada letra que escrevo são antes de mais nada, presentes de Deus na minha vida. São momentos de profunda emoção em que Ele me permite abrir uma pequena fresta na janela do tempo e vislumbrar um pedacinho de eternidade. “ Palavras da compositora Roselena Landenberger
.
 “Roselena de Oliveira Landenberger nasceu em 22 de abril de 1962, filha de José Ferreira de Oliveira e Escolástica C. de Oliveira. Paulista converteu-se em outubro de 1969 sob o ministério do Pr. Silas da Silva Melo e foi batizada na Igreja Batista Betel. Bacharelou-se em Música Sacra (especialização em órgão) na Faculdade Teológica Batista de São Paulo e em piano pelo Conservatório Dramático e Musical de São Paulo.“ (Mulholand, Edith, - Notas Históricas do HCC)

Além de organista, pianista, tradutora e compositora compôs muitos hinos congregacionais e fez muitos arranjos para coro infantil, coro feminino, órgão e piano. Sua obra abarca também solos vocais e obras para piano.

Muito serviu ao Senhor na Igreja Batista do Ipiranga, SP e atualmente na IBAB - Igreja Batista em Água Branca. Ela também trabalhava com o ministério de surdos fazendo um belo trabalho.
Não resistiu a uma cirurgia da vesícula e faleceu dia 13 de agosto de 2016. Oremos por sua família, por seu esposo Ottmar Landenberger, e mãe de Estevão e Rachel Landenburger. 

“Na área de educação, já ensinou cursos de iniciação musical, piano, órgão, e teoria. E também monitora do método Suzuki de violino. Os arranjos corais que Roselena fez nos hinos Cristo, Paz Para a Cidade e Segundo a Vontade de Deus, de Marcílio de Oliveira Filho, publicados pela JUERP, são cantados em todo o Brasil. Ela também compôs arranjos para coro infantil, coro feminino, órgão e órgão e piano, além de compor solos vocais, obras para piano e hinos congregacionais. A Redijo publicou O Aniversário de Jesus, musical infantil escrito em parceria de Roselena com o Pr. Marcílio, em 1986. A Convenção Batista do Estado de São Paulo publicou sua peça coral, Cristo, Nossa Libertação, em 1988.”

Roselena sempre fez "cada melodia inspirada pela letra original". Todas as sete melodias que ela contribuiu para o HCC mostram este fato. O HCC inclui sete músicas originais desta dedicada e feliz compositora: 67, 175, 279, 304, 305, 520 e 547. Vejam o quadro abaixo.

Mulholand diz: “Algumas das melhores letras do Cantor cristão precisavam de novas músicas”. Jesus, teu nome é santo era uma delas. A Subcomissão de Música, conhecendo a habilidade da compositora Roselena de Oliveira Landenberger  através das suas composições corais, convidou-a a participar no HCC, suprindo músicas para diversas letras. Roselena aceitou o desafio, uma tarefa difícil, que nem todos os compositores aceitam. Deus assim a abençoou ricamente, ao HCC e à hinódia brasileira.

Ao receber o pedido de Edith Mulholand autora do livro Notas Históricas do HCC, e relatora da Subcomissão de Documentação e História de nomes para as suas melodias, Roselena perguntou em quais bases devia escolhê-los: Pode dar nome de pessoas que a gente quer homenagear? Certamente, foi a resposta. E foi exatamente isto que esta compositora fez. Em gratidão a pessoas que ama, homenageou-as com suas melodias, preservando sua memória enquanto seus hinos são cantados.

Sete hinos do HCC têm suas músicas:

1.    67  HCC      Dai ao Cordeiro o Louvor
               (Bonar/Faustini/Landenberger)
 
2.    175 HCC    Jesus, Teu Nome É Santo          
              (Menezes/Landenberger)

3.    279 HCC    Sonda-me, ó Deus                
              (Orr/Kaschel/Landenberger)

4.    304 HCC    Jesus, Levaste a Minha Cruz           
             (Souza/Landenberger)

5.    305 HCC    Rocha Eterna        
            (Toplady/Entzminger/Landenberger)

6.    520 HCC    Será Possível Esquecer?    
            (Entzminger/Landenberger)

1.    Sobre a música que Roselena Landenberger (1990) fez para o hino 67 HCC, “Dai ao Cordeiro o Louvor” cuja letra de Horatio Bonar (1858) e com tradução João Wilson Faustini (1969), ela, a compositora escreve:

“A melodia veio a mim numa manhã quando eu tinha acabado de fazer o momento devocional. Após a oração, comecei a meditar na letra. Imaginei que tipo de música aqui na terra poderia representar o Cordeiro sendo recebido com honra no céu. Na frase, "Soa nos céus o clamor da vitória", pude imaginar e entrever com minha mente humana visões dos anjos com seus instrumentos, louvando o Cordeiro. (...) Ao mesmo tempo surgiu a melodia (...). Primeiramente, passei a melodia para o papel e em seguida, fui ao piano e a toquei, já harmonizada. (...) 

FAUSTA é o nome da melodia que fez em homenagem” à professora Fausta Sermaini, mestra e amiga, que, como poucos, tem se dedicado de corpo e alma ao ensino. É pessoa de profunda sensibilidade, com quem tenho aprendido muito sobre a vida e a arte". (Carta enviada à Edith Mulholand de 20/03/1991).

2.    Quanto à música para Jesus, teu nome é santo (175 HCC - Menezes/Landenberger), Roselena descreve a sua composição em 1989: “Esta melodia foi a primeira a ser escolhida pela Subcomissão de Música. Eu a escrevi sentada ao piano, sempre inspirada pela letra (...). O nome da melodia ESCOLÁSTICA é o nome da minha mãe que sempre me incentivou. Ela é minha grande amiga, a quem devo muito, pois me proporcionou condições para estudar música”.

3.    Sobre o conhecido e amado hino - Sonda-me, ó Deus (Orr/Kaschel/Landenberger) Roselena disse:
“ Sempre gostei da letra Sonda-me, ó Deus e foi um privilégio escrever esta melodia que é ao mesmo tempo uma oração. DACYR foi o nome escolhido para a melodia, pois aprendi muito com Dacyr Bernardes Gatz, minha professora na faculdade Teológica Batista de São Paulo, no curso de Música Sacra. Até hoje estou aplicando seus ensinamentos tanto no órgão, como em outras áreas da música”.

4.    O Hino 304 do HCC, Jesus, Levaste a Minha Cruz, cuja letra é de (M. Avelino de Souza/ Landenberger) tem como nome da melodia uma homenagem ao seu avô – AMADOR - Amador José da Silva que também foi músico na sua juventude, a quem ela admira e estima. Ele esta hoje [marco, 1991] com 91 anos, e é lúcido, graças a Deus, disse ela.
A Subcomissão de Música do HCC convidou Roselena de Oliveira Landenberger para providenciar uma melodia que realçasse esta comovente mensagem, o que ela fez com esmero, em 1990.

5.    Rocha Eterna, 305 HCC (Toplady/Entzminger/Landenberger). Temos duas melodias no HCC e esta mais nova e recente da Roselena Landenberger tem “especial aceitação da nova geração” (Mulholand).  O nome da melodia é OTTMAR, em homenagem ao seu marido. Disse ela na carta explicativa:
Sobre o nome desta melodia a Roselena escreve: Escolhi o nome de meu esposo Ottmar Landenberger, por ser ele sempre alegre, amigo, companheiro e compreensivo. Ele tem me apoiado muito em tudo, sempre me animando, e isto é muito importante. Deus nos uniu para a sua gl6ria, e eu sinto isto. 0 Ottmar também tem todos os méritos.

6.     Hinos sobre Ceia era um dos assuntos mais requisitados para o novo Hinário que surgia. Por isto a necessidade de preservar esta letra e pedindo a um compositor brasileiro nova melodia. No Hino 520, Será Possível Esquecer? , de Entzminger/Landenberger também foi pedida à capacitada compositora paulista uma nova melodia. Ao dar o nome FERREIRA a esta melodia ela homenageia seu pai - Jose Ferreira de Oliveira - assim o faz por considerá-lo uma pessoa sensível. “E como se a melodia fosse um reflexo de um pouco que eu sinto que ele é, e por ser ele meu pai, temos em comum através da hereditariedade muitos traços de personalidade, e isto gera muita empatia. E difícil explicar. Ao mesmo tempo é um tribute de gratidão a Deus pelo pai que ele me deu.”

Continuando ela diz: “A melodia deste hino surgiu com muita naturalidade, e é a que mais aprecio das que escrevi. Ela sempre gira em torno da frase: 'Será possível esquecer...?" Soa para mim como tema de meditação; é muito subjetiva”.

O estilo da simples e expressiva melodia que Roselena compôs no modo menor, para ser cantada em uníssono pela congregação, é bem brasileiro. Sugere-se apresentar este hino pela primeira vez a igreja por solista ou conjunto, no momento da Ceia do Senhor. Repetindo o hino na hora, a congregação o aprenderá com facilidade. Encerra o depoimento, Edith Mulholand, sobre a compositora neste hino.

7.    Sabeis Falar de Tudo, hino 547 HCC de (Crosby/Wright/Landenberger).
“Sentindo a necessidade de uma melodia mais brasileira e atualizada para este poderoso desafio, a Subcomissão de Musica do HCC pediu a colaboração da dotada compositora batista, Roselena de Oliveira Landenberger. A melodia CHARLA foi a primeira melodia que Roselena escreveu para o HCC, isto foi em 1990. Foi escrita pensando no hino Senhor, E Admirável o Teu Divino Amor (HCC 166). Entretanto, a Subcomissão de Textos do hinário (Magali Cunha, relatora) achou-a perfeita para esta mensagem, e assim foi usada em Sabeis Falar de Tudo. Roselena seguiu o estilo bem brasileiro do canto congregacional em uníssono, com um acompanhamento muito lindo pelo instrumento”. (Mulholand)

Esta é uma música de fácil aceitação e todos poderão cantar e Roselena deu o nome CHARLA, em homenagem à missionária Charla Greenhaw, que foi sua professora de piano e que sempre confiou no seu trabalho, segundo ela.
...
 Muito há ainda para se falar (ainda continuarei pesquisando) sobre esta mulher tão sincera e que é sempre grata a Deus por seu talento como dádiva dos céus.

Deus abençoe todos que cantarão ou que já cantam suas melodias conhecidas e que estão no HCC e  ou  outros arranjos e composições autorais (com letra e música). Que sejam alcançados por sua sensibilidade e que possam acalmar os seus corações.

Graças ao Senhor pela vida de Roselena de Oliveira Lendengurber. Que todos os seus familiares e amigos sejam consolados por nosso Deus e Pai.

Rio, 14 de agosto de 2016

Westh Ney Rodrigues Luz – Ministra de música, profª do Seminário do Sul (STBSB/FABAT), lecionando Culto Cristão, História da Música e Gestão da música na Igreja. Membro da Igreja Batista Itacuruçá  e regente dos Coros feminino Cantares e  Hospital Evangélico. Relatora da subcomissão de organização e leituras bíblicas do HCC (Hinário para o Culto Cristão, 1991). Redatora da Revista Louvor (Revista de Música). Formada em Licenciatura em Música (UFRJ), Bacharel em Música Sacra (Seminário do Sul), História (UGF) e pós-graduada em Artes (FIJ).  http://www.blogdawesth.blogspot.com/

----
Referências bibliográficas:

1.    MULHOLLAND, Edith Brock. Hinário para o culto cristão – Notas históricas. Rio de Janeiro:
                     JUERP, 2001. p.68, 69, 141,  280, 240, 241, 242, 390, 409 e 410.    

2.    LUZ, Westh Ney Rodrigues - Anotações do arquivo pessoal do HCC.
3.    Carta enviada à Edith Mulholand de 20/03/1991
4.    Notas dos amigos da  compositora